Cantinho do Desconhecido: descobrindo música no YouTube

Uma das coisas que mais me deixa assustado nesses últimos anos é o número de músicas e bandas “genéricas” que estão fazendo sucesso. Sertanejo, funk, rock e até o bom e velho heavy metal estão cada vez mais abarrotados de gente fazendo mais do mesmo e repetindo exaustivamente as fórmulas utilizadas por outros já consagrados, criando assim uma série de músicas genéricas que não acrescentam em nada o cenário musical.

Uma das saídas que eu achei para poder sair desse marasmo musical todo foi sair por aí à procura de novas badas e músicas pela internet. Last.fm, Spotify e outros serviços do tipo até que ajudaram nessa minha nova quest pessoal, mas a grande mina de ouro que encontrei foi, na verdade, o nosso querido YouTube.

Eu sempre fui fã de músicas instrumentais, afinal eu acho que toco guitarra e violão e minha voz de taquara rachada me impede de cantar nem que seja um “parabéns pra você”, ou seja, músicas instrumentais foram uma alternativa para eu poder estudar música enquanto não arrumava um vocalista decente para montar alguma banda. Só que nos últimos 6 meses eu me apaixonei profundamente por um estilo específico de música instrumental: o “percussive guitar”, algo como “violão percussivo”.

A técnica do percussive guitar consiste em usar o violão não só como instrumento de corda, como conhecemos normalmente, mas também como instrumento de percussão ao mesmo tempo, fazendo batidas e ritmos enquanto se tocam as cordas. E foi aí que o YouTube me ajudou MUITO.

Se você ainda não entendeu o conceito do percussive guitar direito, talvez isso te ajude a entender um pouco:

Essa música ficou muito famosa por volta de 2007 (e você provavelmente já ouviu ela alguma vez na vida), quando o YouTube começou a se estabelecer como o site de referência para se ver vídeos. Procurando esta música específica do Andy McKee, eu tive acesso a uma infinidade de outros artistas tão bons e talentosos quanto ele nessa pegada e gostaria de compartilhar algumas dessas descobertas com vocês. Por esse motivo, juntamente com esse post eu criei também uma área nova no site, chamada Cantinho do Desconhecido (nome sujeito a mudança), onde os posts não terão tanto texto quanto este primeiro aqui (prometo!) e serão meio que agrupados pelo estilo das músicas. Espero que vocês gostem deste formato e das playlists que vou disponibilizar.

AH! Já ia me esquecendo: eu convido a TODOS a fazer o mesmo que eu fiz. Procurem novas bandas, novos músicos e novos estilos e compartilhem aqui no site, para que todos possamos trocar nossas novas experiências e aumentarmos nosso “vocabulário musical”. Essas playlists serão atualizadas conforme eu for encontrando e vocês forem indicando mais músicas, então fiquem atentos!

Espero que gostem.